9 de julho de 1932

SP da história
image
(Rua XV de Novembro, durante a Revolução Constitucionalista de 1932 ~ Reprodução Arquivo Público)

Em 1930, uma revolução derrubava o governo dos grandes latifundiários de Minas Gerais e São Paulo. Getúlio Vargas assumia a presidência do Brasil em caráter provisório, mas com amplos poderes. Todas as instituições legislativas foram abolidas, desde o Congresso Nacional até as Câmaras Municipais. Os governadores dos Estados foram depostos. Para suas funções, Vargas nomeou interventores.

A política centralizadora de Vargas desagrada as oligarquias estaduais, especialmente as de São Paulo. As elites políticas do Estado economicamente mais importante, sentem-se prejudicadas e os liberais, reivindicam a realização de eleições e o fim do governo provisório.

O governo Vargas reconhece oficialmente os sindicatos dos operários, legaliza o Partido Comunista e apoia um aumento no salário dos trabalhadores. Estas medidas irritam ainda mais as elites paulistas.

Em 1932, uma greve mobiliza 200 mil trabalhadores no Estado. Preocupados, empresários e latifundiários de São Paulo se unem contra Vargas. No dia 23 de maio, é realizado um comício reivindicando uma nova constituição para o Brasil.

A marcha de populares até a sede da Legião revolucionária na Rua Barão de Itapetininga nº 70 que era pró-Vargas, fez desencadear o tiroteio que resultou na morte de Euclides Miragaia, Antônio de Camargo, Mário Martins e Dráusio Marcondes de Sousa.

As iniciais de seus nomes formam a sigla MMDC, que se transforma no grande símbolo da revolução. E em julho, explode a revolta. As tropas rebeldes se espalham pela cidade de São Paulo e ocupam as ruas.

O clima de animosidade entre São Paulo e o governo federal culminaria com a eclosão do movimento armado a partir de 9 de julho de 1932.

 


Paulo Ribeiro é o colaborador sobre assuntos históricos do São Paulo
da garoa. Ele é o idealizador do famoso grupo no Facebook, “O Passado Paulistano”.

The following two tabs change content below.
Redação SP da garoa
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa! Tudo sobre cotidiano, cultura, história, turismo e gastronomia da nossa terra da garoa.

Comentários

Comentários

Tagged