SP da gastronomia SP da história

ESPECIAL #vemprocentro: Bar Brahma que já se chamou Bar Kaiser e você não sabia!

Ri Pelo Mundo junto com o São Paulo da garoa lança a série de matérias especiais que conciliam GASTRONOMIA e HISTÓRIA, abordando alguns notáveis restaurantes do centro da cidade e a influência que muitos exercem na revitalização e valorização local. A proposta desse dossiê é de estimular a todos a conhecerem não só esses estabelecimentos, e sim, que criem uma relação mais afetiva com o centro e percebam a sua importância histórica: #VemProCentro!*

(*hashtag criada pelo casal de chefs Janaina e Jefferson Rueda, ela é proprietária do Bar da Dona Onça, e ele, da A Casa do Porco, ambos localizados na região central paulistana)


~ ESPECIAL GASTRONOMIA E HISTÓRIA #vemprocentro~

~ Capítulo 03. BAR BRAHMA ~


Fachada do Bar Brahma (R. Brasil / SP da garoa)

Estive no Bar Brahma e tive a oportunidade de conversar com Manolo, que tem 17 anos de casa e com o funcionário mais antigo da casa, Vitorino. Com eles descobrir inúmeras curiosidades sobre esse clássico paulistano.

Vitorino é maître do Bar, mora em São Paulo desde 1977. Ele trabalhou no bar desde sua primeira versão, em 1984 – isso mesmo, há 33 anos atrás, pasmem! Ele viu sua vida passando pelos salões do Bar Brahma e definitivamente não se arrepende disso, como ele mesmo disse:

Cheguei moleque aqui e agora já tô velhinho! Moro aqui ao lado, saio da minha casa e venho pra minha 2ª casa! O centro aqui é muito bom e tranquilo.

Vitorino, o maître que trabalha há 33 anos no estabelecimento (R. Brasil / SP da garoa)

SENTA QUE LÁ VEM A HISTÓRIA… ~


A famosa esquina de “Sampa” (R. Brasil / SP da garoa)

Localizado na na esquina mais famosa do país, Ipiranga e a avenida São João (eternizada pela música de Caetano Veloso: “Sampa“) o Bar Brahma começou com um proprietário alemão, em 1948, isso mesmo, há 70 anos!

Conhecido pela boa música e pela boemia o Bar tem capacidade para acomodar cerca de 750 pessoas sentadas em seus quatro ambientes. O bar é bem intimista e o cliente pode tomar chopp tanto no Boulevard, no Salão Principal, na Esquina ou no Piano Bar (onde, antigamente, possuía literalmente um piano).

Nas décadas de 50 e 60, o bar-restaurante não só se diferenciava pela sofisticação como também reunia inúmeros membros da alta sociedade. Como Vitorino contou:

“Naquela época era um glamour o Centro de São Paulo. Você vinha no Bar Brahma e parecia que você estava indo em um casamento! As mulheres iam para o salão e os homens iam arrumados de terno. Era um evento chique. A gente preparava o bife tartar na mesa, para o cliente ver, fazia a truta na frente dele, mas isso a gente não tem mais”

Boulevard do Bar Brahma (R. Brasil / SP da garoa)

Segundo Manolo, depois do dono alemão, o bar foi vendido e administrado por mais de 40 anos pelo seu segundo proprietário. Após este proprietário falecer,  o Bar foi administrado pelo seu filho, que mudou o nome do bar para Bar Kaiser vocês não estão lendo errado! Em apenas um ano, apesar de toda a sua história e valor cultural, em 1998, o Bar Kaiser quebrou e fechou as portas, reabrindo somente em 2001 com seu nome original.


~ PALCO HISTÓRICO, FIGURAS ILUSTRES E
REVITALIZAÇÃO DO CENTRO ~


Palco do Bar Brahma (Divulgação)

Reduto da boa música, nomes como Jair Rodrigues (1939-2014), Emílio Santiago (1946-2013), Wando (1945-2012), Jamelão (1913-2008) e Cauby Peixoto (1931-2016, que cantou no bar por mais de 12 anos seguidos), sempre foram presenças certas no bar.

Segundo Manolo, o Bar Brahma não só ajudou a revitalizar o Centro de São Paulo como também ajudou a manter vivo vários artistas de samba que já não estavam mais nos holofotes da mídia, entre eles o próprio Demônios da Garoa (a banda mais antiga do mundo), que atualmente continua com os shows e por lá já canta há mais de 12 anos.

No palco do Bar já acontecerem momentos históricos para a música brasileira, entre eles, Cauby , Ângela Maria e Agnaldo Rayol cantando juntos, em uma mesma noite. Na situação Agnaldo e Ângela estavam assistindo ao show de Cauby e decidiram ir para o palco com ele.

Agnaldo Timóteo também era outro frequentador que costumava dar uma “palinha” nos palcos do bar.

Demônios da Garoa no palco do Bar Brahma (Divulgação)

Vitorino, que conta já ter atendido o próprio Caetano Veloso em duas situações em que aconteceram show na esquina, diz que além das inúmeras celebridades que passaram pelo Palco do Bar, este também famoso por inúmeros pedidos de casamento dos frequentadores.

Entre outras figuras ilustres por lá também eram figuras fáceis de se encontrar: Lula, Fernando Henrique, Ademar de Barros, Jânio Quadros, José Serra e o técnico Felipão conta Vitorino. Em outras situações também estiveram presentes Sean Connery e Sharon Stone.


~ O BAR NÃO PARA! ~


O famoso chopp do Bar Brahma (R. Brasil / SP da garoa)

Com cerca de 110 funcionários alternando entre os turnos, o maître Vitorino conta que a casa praticamente não para.

O almoço vai de 11h até às 16h (uma hora mais tarde que o usual), depois já emenda com happy hour e mais tarde já tem show à noite e quando se percebe já são 3h da manhã!

O bar recebe uma média entre 25.000 a 30.000 pessoas por mês e teve um dia memorável em que Vitorino presenciou passar 1.800 pessoas em um único dia! Dia este que foi o recorde de venda de chopp da casa, vendendo impressionantes 11.500 calderetas em um único dia!


~ PONTO TURÍSTICO ~


Cotidiano no Bar Brahma (R. Brasil / SP da garoa)

Manolo conta que o bar é frequentado por muitos turistas de dentro e de fora do país. Ele diz com convicção que certamente é um dos bares mais famosos do país. Como disse:

“Aqui não é só um bar, é um ponto turístico!”

O Bar Brahma está realmente inserido na história de São Paulo, assim como virou uma referência da cidade, Vitorino arrisca dizer que 25% dos frequentadores do Bar são turistas e, como ele mesmo diz, muito deles dizem:

Se eu não venho no Bar Brahma, eu não vim em São Paulo

Portanto, a minha recomendação é que se você quer conhecer um pouco mais de São Paulo e sua bagagem histórica, não deixe de dar um pulo no Bar Brahma. Nem que seja em uma tarde, apenas tomar um “choppinho” e tentar imaginar a quantidade de histórias que passaram por ali!


~ AGORA VAMOS PARA AS DELÍCIAS DO BAR ~


“Ritual do Chopp” do Bar Brahma (Reprodução)

Antes de detalhar o cardápio de comida, vale citar esse “ritual do chopp” que o Bar passa aos seus clientes em seu site, justamente para que se aprecie a famosa bebida de forma correta e com as devidas informações, como os rigorosos “3 dedos de colarinho” que precisa ter no copo.

Agora vamos aos comes, perguntei para o maître Vitorino se existia algum prato de quando o bar foi inaugurado no cardápio. Ele me disse que antigamente o bar tinha uma cozinha internacional com alguns pratos alemães, mas que nada foi mantido no cardápios seguintes. A única coisa que se pode dizer que tinha no cardápio original e ainda é servido no bar é o Eisbein (joelho de porco), mas hoje este é servido como entrada.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Na visita ao Bar experimentei o Favorito do Cauby (R$42 – picadinho de filé mignon com molho à base de Brahma Black acompanhado de arroz, farofa, ovo frito e pastelzinho de banana) que veio com uma entradinha de Batata Doce com Bacalhau, o Peixe à Brasileira (R$34 – Peixe ensopado em caldo com tomates, ovo cozido, azeitonas e cheiro verde servidos com arroz e farofa de dendê), prato que foi inspirado no saudoso Zicartola (bar do sambista Cartola e de sua mulher Dona Zica).

Este slideshow necessita de JavaScript.

Para sobremesa pedi Pudim de Leite (R$12) e Brownie com Couli de Morango (R$16).

Picadinho estava extremamente macio e o Peixe bem suculento. Os pratos foram muito bem servidos e eram bem grandes, talvez desse pra dividi-los. Ponto forte para o Pudim que estava perfeito!


~ PARA O SEU BOLSO ~


Eu e o maître Vitorino

O restaurante costuma figurar no guia “Dois por um” que oferece dois pratos principais pelo preço de um (desconta-se o prato mais barato).

Fique atento, pois o bolso agradece!

 


Serviço – Bar Brahma Centro:

Endereço: Av. São João, 677 – República – São Paulo/SP
Telefone: (11) 2039-1250
Funcionamento: 2ª a 5ª: 11h às 1h | 6ª e Sábado: 11h às 2h | Domingo: 11h à 00h | 2ª a Dom. das 18h às 23:30h

Site: https://www.barbrahmacentro.com/
Facebook: https://www.facebook.com/barbrahmasampa/
Instagram: https://www.instagram.com/barbrahma/

 


Matéria originalmente publicada em: http://ripelomundo.com.br/bar-brahma/
Confira os outros capítulos do ESPECIAL #vemprocentro: clique aqui

Entre no nosso grupo do Facebook: https://www.facebook.com/groups/spdagaroa/ e seja um membro para saber em primeira mão das nossas matérias recentes e outros conteúdos exclusivos!

The following two tabs change content below.
Ricardo Brasil Lopes é colaborador de assuntos variados, como entretenimento, cultura, viagens e gastronomia, para o São Paulo da garoa. Atualmente ele é trader Bovespa e amante de inúmeras experiências de vida. Seu perfil pessoal é @ricardobrasillopes no qual gosta de registrar belos cliques.

Comentários

Comentários