SP da cultura SP ilustrada

Entrevista exclusiva: Bruno Fagundes

Bruno Fagundes nos conta sobre a volta de “Vermelho” em SP, peça que encena com o seu pai Antônio Fagundes


(Primeira chamada feita para os ensaios de ‘Vermelho’ que entra em cartaz no mês de agosto ~ Reprodução)

Os atores, e também, pai e filho, Antonio e Bruno Fagundes retomam a temporada de Vermelho em São Paulo no dia 12 de agosto.

Durante o espetáculo em cartaz até 04 de dezembro, eles também abrirão os bastidores para o público antes do início da peça, dando direito a um tour pelas coxias, camarim e visão do cenário do próprio palco, além de um bate-papo e foto com os atores.

Essa é uma oportunidade para os amantes de teatro!

 


~ A Entrevista ~

image

(Divulgação)

Confira a entrevista que Bruno Fagundes concedeu com exclusividade para o São Paulo da garoa:

SPG: Por que resolveram voltar com uma nova temporada de Vermelho?

BF: “Estranho seria não voltar com Vermelho. Um texto que amamos muito e que fez uma temporada de estrondoso sucesso no Rio. A questão é que tivemos que interromper a temporada de 2012 por questões de direitos autorais e também porque havia um prazo para montar ‘Tribos’ – não imaginávamos que ‘Tribos’ faria esse sucesso fenomenal de 2 anos e meio ininterruptos em cartaz – por isso essa retomada demorou tanto. Mas a vontade só aumentou.

SPG: Como foi a recepção do público na primeira temporada?

BF: “Foi maravilhosa, mas curta! Muita gente ainda não viu! É uma peça muito impactante, com um texto incrível, bem humorado e com temas muito importantes para nós hoje em dia. Venham!

SPG: E sobre os ensaios (realizados antes da estreia do espetáculo), como foi a troca com o público?

BF: “Surpreendente. Incrível mesmo! Foi a minha primeira vez. E é tão interessante compartilhar este momento íntimo de ensaio, onde as coisas não estão 100% resolvidas, um momento ainda de vulnerabilidade, com o público. E isso nos aproxima muito; o público vira uma espécie de colega de trabalho, porque depois que a cena termina perguntamos a sua opinião.”

SPG: Atuar com o pai, como está sendo, recebe muitas dicas dele?

BF: “Sempre. E vice versa também, muitas vezes. Teatro é um trabalho de conjunto e nesse caso o conjunto somos só ele e eu. Nosso trabalho é simbiótico e democrático. Precisamos um do outro para sobreviver.


~ Serviço ~

image

(Divulgação)

VERMELHO ~ de John Logan

SINOPSE: Em seu ateliê em Nova Iorque, o consagrado artista Mark Rothko recebe, pela primeira vez, seu novo assistente, Ken, e a partir da pergunta “O que você vê?” (apontando para uma das pinturas em que trabalhava) inicia-se um eletrizante embate entre os dois. Conceitos artísticos entre as gerações, diferentes bagagens culturais e o mesmo amor pela arte são alguns dos objetos em cena. “Rothko tem uma história fascinante e um entendimento único de arte. Queremos mostrar, de forma leve e bem-humorada, essa grande história”, afirma Bruno Fagundes.
Vermelho se passa no final dos anos 50, quando o icônico pintor (líder do Expressionismo Abstrato) recebeu um convite para pintar grandes painéis de um luxuoso restaurante em Nova York e recebeu uma quantia quase inestimável para a época (o equivalente hoje a 10 milhões de dólares). Um encontro cheio de nuances entre mestre e aprendiz, com arte, reflexão e questionamento, é o pano de fundo em meio ao cenário repleto de detalhes, com preparo de tintas e quadros pintados durante a sessão.

Site: http://www.vermelhooficial.com
Facebook: https://www.facebook.com/vermelhooficial/
Instagram: https://www.instagram.com/vermelhooficial/

image

(Divulgação)

Vermelho no TUCA – Teatro da PUC (80 pessoas por sessão)

Endereço: Rua Monte Alegre, 1024 – Perdizes – São Paulo/SP
Datas: Sextas e Sábados, às 15h00
Temporada: De 02 de julho a 06 de agosto
Classificação: 12 anos
Ingressos: De R$ 10,00 a R$ 20,00
Vendas: Clique aqui

 


Rafael Gushiken é o idealizador do São Paulo da garoa, que consiste em ser um projeto colaborativo ou um coletivo de divulgação do cotidiano paulistano por meio de várias expressões artísticas. Conheça o Instagram.com/spdagaroa e o Facebook.com/spdagaroa. Use a hashtag #spdagaroa se for fazer cliques nas mídias sociais!

Agradecimentos ao Bruno Fagundes, à Nathália Chamon e a todos da Coletiva Comunicação!

The following two tabs change content below.
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa!

Comentários

Comentários