SP da cultura

Rosamaria Murtinho e Leticia Spiller estreiam “Dorotéia” no Teatro Cetip

Releitura do clássico de Nelson Rodrigues entrou em cartaz nessa sexta-feira (12) no Instituto Tomie Ohtake

Rosamaria Murtinho que comemora os seus 60 anos de carreira, interpreta a protagonista e vilã Dona Flávia no clássico de Nelson Rodrigues (Divulgação)

Comemorando 60 anos de carreira, Rosamaria Murtinho interpreta a protagonista e vilã Dona Flávia na peça Dorotéia, que fica em cartaz até 12 de julho, sextas e sábados às 21h e domingos às 19h.

Encabeçando o elenco de mais dez atores, Rosamaria e Letícia Spiller, interpretando Dorotéia, encenam pela primeira vez um texto de Nelson Rodrigues com direção e encenação de Jorge Farjalla, mantendo e ampliando o diálogo com questões contemporâneas.

Dona Flávia recebe Dorotéia, ex-prostituta interpretada por Spiller, que largou a profissão após a morte do filho (Divulgação)

Escrita em 1949, a peça fecha o ciclo das obras do teatro desagradável de Nelson Rodrigues, intitulado pelo crítico Sábato Magaldi como “peças míticas”. O texto é uma ode à beleza da mulher onde a heroína, título da obra, segue em busca da destruição de sua própria beleza para se igualar a feiura de suas primas Dona Flávia, Maura (Alexia DeChamps) e Carmelita (Jaqueline Farias).

O tema central que organiza a peça é o dilaceramento do espírito humano e o delírio que se constitui através da fissura, das vontades. As personagens são “fissuradas” por algo que não podem ter: o sexo. Para concluir sua purificação pela feiura e pela doença incurável, a personagem central deve pecar novamente com Nepomuceno, o senhor das chagas. Dorotéia é uma mistura de sonho, pesadelo, desatino e destino irremediável.

As primas feias, Dona Flávia (R. Murtinho), Maura (Alexia Dechamps), Carmelita (Jaqueline Farias) e Maria das Dores (Anna Machado) (Divulgação)

Doroteia estreou em fevereiro de 2016 no Rio de Janeiro onde realizou quatro temporadas. Excursionou também por Uberlândia, Araxá, Maceió, Recife, Fortaleza e Salvador com grande sucesso de público e crítica.

O projeto surgiu do encontro entre a atriz Rosamaria Murtinho e o ator e diretor Jorge Farjalla da Cia. Guerreiro, após uma apresentação do espetáculo “Paraíso Agora ou Prata Palomares”, de Zé Celso Martinez Correa, onde enxergando nesse tipo de trabalho um uso diferenciado da pesquisa, da linguagem e da proposta cênica no uso do espaço, Rosamaria propôs uma parceria para comemorar seus 60 anos de carreira, produzindo o espetáculo.

 

A noite de estreia

Palco do teatro Cetip / I.T.Ohtake (R. Gushiken / SP da garoa)

O São Paulo da garoa marcou presença na noite de estreia, sexta -feira (12/05), que contou com a presença de convidados especiais, ou seja, o teatro Cetip localizado no Instituto Tomie Ohtake, ficou lotado, pois todos vieram prestigiar a celebração da atriz Rosamaria Murtinho.

A cenografia é praticamente um personagem à parte do espetáculo, com a reprodução perfeita de uma “floresta mal assombrada”, pois os detalhes das árvores, do chão de terra, das folhas caídas, aparentam bem reais.

Outro detalhe peculiar, é os assentos inseridos dentro do palco, como pode ser observado na foto acima, alguns privilegiados conferiram as atuações bem de perto.

Veja o vídeo de alguns registros (em breve!), o “selinho” entre as atrizes Rosamaria e Letícia, ocorrido no término da peça, fechou de forma magnífica essa noite de muitas comemorações. Parabéns a atriz e a todos envolvidos!

Registros da noite de estreia de “Dorotéia” (Vídeo e edição por R. Gushiken / SP da garoa)

 


Serviço “Dorotéia”:

Teatro Cetip – Instituto Tomie Ohtake (627 lugares)
Rua Coropés, 88 – Pinheiros / Informações: 4003.5588
Bilheteria: terça à sábado das 12h às 20h. Domingos e feriados das 13h às 20h.

Vendas: www.ticketsforfun.com.br
Ingressos:
R$ 110 (Plateia Premium – no palco)
R$ 90 (Plateia) | R$ 70 (Balcão)

Duração: 90 minutos
Recomendação: 16 anos
Estreia dia 12 de Maio de 2017 e Temporada: até 02 de Julho
Sexta e Sábado às 21h | Domingo às 19h

Ficha Técnica:

Texto: Nelson Rodrigues
Direção e Encenação: Jorge Farjalla
Dramaturgia: Rosamaria Murtinho, Jorge Farjalla e Diogo Pasquim
Elenco: Rosamaria Murtinho, Leticia Spiller, Alexia Dechamps, Anna Machado, Dida Camero e Jaqueline Farias
Homens Jarro | André Américo, Daniel Martins, Du Machado, Fernando Gajo, Pablo Vares e Rafael Kalil
Direção Musical: João Paulo Mendonça
Produção Musical: André Américo, Daniel Martins, Du Machado, Fernando Gajo, Pablo Vares e Rafael Kalil
Eletrônica ao vivo e difusão: João Paulo Mendonça
Direção de Arte e Espaço Cênico: José Dias
Figurinos: Lulu Areal
Iluminação: Jorge Farjalla, Jessica Catharine e José Dias
Preparação Corporal: Jorge Farjalla
Preparação Vocal: Patrícia Maia
Maquiagem e Visagismo: Anderson Calixto
Fotografia: Carol Beiriz
Design Gráfico: Julia Sampaio
Ass. Direção: Diogo Pasquim e Raphaela Tafuri
Camareiro: José Lima
Contrarregra: Márcio da Silva
Produção Executiva: Sandra Valverde
Direção de Produção: Lu Klein
Transportadora Oficial: Avianca
Realização: MRM Produções

 


Colaboração de Rafael Gushiken 

The following two tabs change content below.
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa!

Comentários

Comentários