A trupe caipira do Doutor Jupter

SP da cultura

O quarteto folk brasuca apresenta o segundo disco com repertório autoral inédito e gravado em uma varanda na Serra da Cantareira

 

image

(Doutor Jupter, o quarteto folk-caipira paulista ~ Foto: Divulgação)

Eles sobem ao palco de maneira singela. Violão, banjo, bandolim e contrabaixo. Sem bateria. A “mala-bumbo” tocada pelo vocalista Ricardo Massonetto roubou a cena na primeira canção. “O Melhor do Mundo” abre o show de lançamento do segundo disco do quarteto folk natural de Mairiporã, interior de São Paulo. A apresentação, no dia 17 de setembro, aconteceu no Sesc Consolação, parte do projeto “Vinil: Coisa do Futuro”.

O novo disco traz músicas de autoria do grupo e foi gravado de maneira nada convencional, em uma varanda na Serra da Cantareira. Apesar do disco ter sido registrado “ao vivo”, em áudio e vídeo, o repertório é totalmente inédito. O grupo buscou para este trabalho um resultado sonoro despido de recursos tecnológicos, que apresentasse o folk não apenas como estilo musical, mas também como estilo de vida.

Entendemos o folk como algo natural, inserido no genoma humano”,

~ afirma o vocalista do grupo.

image

(Doutor Jupter no show de lançamento “Na Varanda”, Sesc Consolação ~ Foto: Rafael Gushiken / SP da garoa)

De uma música para outra os músicos se alternavam nos instrumentos. A partir da segunda música, Alexandre Castro, que na primeira tocava violão, assumiu as baquetas e “O Moço” ganhou uma percussão completa.

Essa música conta a história de um carteiro que conhecemos uma vez numa cidade do interior que havia se casado com uma prostituta, mas durante anos eles não sabia no ofício dela”,

~ contou o vocalista antes da música, que ganhou a participação de Ulysses Neto, no acordeon. A gaita foi incorporada à sonoridade da música que seguiu, “Saco de Dormir”.

A trupe caipira, integrada ainda por Rodrigo Meszaros (banjo e vocais) e João Naccarato (contrabaixo acústico e vocais), contou com o convidado especial Andrei Furlan (voz em Recalcular) nesta apresentação.

image

(Doutor Jupter no show de lançamento “Na Varanda”, Sesc Consolação ~ Foto: Rafael Gushiken / SP da garoa)

Além das faixas do recente disco, o show do Doutor Jupiter ainda teve espaço para músicas do primeiro disco homônimo (de 2011): “O Otimista”, “Liquidificador” e “Dois Mundos”. Até uma versão enérgica de “Sobradinho”, de Sá & Guarabira, teve.

A banda, que completa 10 anos de estrada em 2017, empolgou os fãs e surpreendeu quem estava caindo de paraquedas no Sesc naquela noite de sábado. “Caberá” última música do bis fez todos se levantarem de suas cadeiras e cantarem em coro repetidas vezes “Tento fazer o mundo ficar bão pra gente ficar nele…”. Acabou deixando gostinho de quero mais…

image

(Doutor Jupter no show de lançamento “Na Varanda”, Sesc Consolação ~ Foto: Rafael Gushiken / SP da garoa)

 


Lançamento do álbum em vinil “Na Varanda”

image

(Capa do vinil ~ Foto: Rafael Gushiken / SP da garoa)

“Na Varanda” em vinil tem nove faixas, já a versão em CD traz 11 músicas, caracterizadas por instrumentos acústicos como o banjo, violão, a gaita, bandolim, acordeon e o violino. Foi produzido pela própria banda e masterizado pelo Arthur Joly. Assim como o show, tem participações dos músicos parceiros Andrei Furlan, João Naccarato e Ulysses Neto. O disco foi pré-selecionado ao Prêmio da Música Brasileira.

Rapidamente, as novas músicas como “O Melhor do Mundo”, “Recalcular”, “Saco de Dormir”, “Caberá” e “Dim Dim Dom” tornaram-se hit entre os fãs que acompanham o Doutor Jupter. São músicas gostosas de ouvir e de cantar, que traduzem o estilo “folk life” de quem vive com simplicidade, valorizando a poesia cotidiana e próximo da natureza.

O show fez parte do “Vinil: Coisa do Futuro” que traz para o palco do Teatro Anchieta, artistas, gravadoras e selos que, em tempos de mídias digitais, decidiram lançar seus projetos em Vinil – um formato que surgiu no final dos anos 1940, que é mais leve, maleável, resistente a choques, quedas e manuseio.

 


Trechos do show (Veja!):

(Captura e edição: Rafael Gushiken / São Paulo da garoa)

 


Faixas do álbum (Ouça!):

01. Dim Dim Dom
02. Saco de Dormir
03. Noutra Primavera
04. O Melhor do Mundo
05. Recalcular
06. Coisas do Coração
07. O Moço
08. Caberá
09. Sem Graxa e Sem Tom
10. O que Couber no Passo
11. 10 Gotas no Café

 


Natasha Ramos é a colaboradora de assuntos de música, cultura e entretenimento para o São Paulo da garoa. Jornalista formada pela PUC-SP e fotógrafa pelo SENAC, ela começou em agências de comunicação, atuou como repórter de música do portal Virgula (grupo Jovem Pan) e continuou no campo jornalístico escrevendo para revistas e sites de cultura, além do Palco Alternativo, o seu projeto autoral.

Agradecimentos especiais à Tati Pugliesi do Cais Cultura.

The following two tabs change content below.
Redação SP da garoa
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa! Tudo sobre cotidiano, cultura, história, turismo e gastronomia da nossa terra da garoa.
Redação SP da garoa

Latest posts by Redação SP da garoa (see all)

Comentários

Comentários

Tagged