Moraes Moreira apresentou sua “Música e Poesia” no Paris 6 Burlesque

SP da cultura

Artista baiano, ex-NovosBaianos, fez performance poética de seu segundo livro, “Poeta não tem idade”, além de interpretar sucessos dos quase 50 anos de carreira e do mais novo CD, “Ser Tão”.

Paris  6 Burlesque – restaurante e casa de espetáculos

Dois ambientes no Paris 6 Burlesque, na frente o restaurante e aos fundos, a casa de espetáculos (R. Gushiken/SP da garoa)

O cantor, compositor e poeta Moraes Moreira subiu ao palco do Paris 6 Burlesque, região dos Jardins, na quarta-feira (19/12), com o espetáculo “Música e Poesia”, onde o São Paulo da garoa esteve presente.

O local por ser também um restaurante, já nos preparou para um show mais intimista e pudemos ficar bem perto do palco. Moreira apareceu por volta das 21h40, apenas com banquinho, microfone e violão.

Moreira e as Palavras

Moraes Moreira no palco do Paris 6 Burlesque (R. Gushiken/SP da garoa)
Moraes Moreira no palco do Paris 6 Burlesque (R. Gushiken/SP da garoa)

Intercalando entre músicas e declamações, que segundo o próprio, “inspirado em Bethânia e as Palavras“, Moreira aproveitava para apresentar seu segundo livro de poesia, “Poeta não tem idade“, que inclui cordéis, poemas e cantorias.

Homenagens a grandes poetas e escritores que o influenciaram não faltaram, pois em um momento da apresentação, ele recitou uma poesia que mencionava: Jorge Amado, João Ubaldo Ribeiro, Machado de Assis, Guimarães Rosa, Manoel Bandeira, Câmara Cascudo, Carlos Drummond, Augusto de Campos, Augusto dos Anjos e Luiz Gonzaga.

Inclusive, o “rei do baião”, é considerado por ele como “um dos artistas mais representativos da cultura nordestina e brasileira, no geral e de todos os tempos“, confessando que a sua “carreira de compositor deve muito ao Gonzagão“, tanto que, ele o citou mais de uma vez no show.

Repertório revisitado e a origem do nome “Novos Baianos”

Moraes Moreira no palco do Paris 6 Burlesque (R. Gushiken/SP da garoa)

Na parte musical, Moreira viaja pelo seu extenso repertório, que vai desde os Novos Baianos – grupo em que começou e fundou no fim da década de 1960 – a grandes sucessos da carreira solo.

Moraes Moreira cantando “Preta Pretinha” do clássico álbum “Acabou Chorare” (1972) dos Novos Baianos

Moreira até relatou sobre a sua primeira vinda a nossa terra da garoa para gravar pela primeira vez em estúdio, e nos explicou também, o surgimento do nome “Novos Baianos”:

Foi no ano de 69 que estive pela primeira vez aqui (São Paulo), e foi também a nossa (com os Novos Baianos) primeira vez em estúdio, nunca tinha entrado em um e nem sabia o que se fazia dentro dele” – risos da plateia – “e me recordo do pessoal daqui sempre falando pra gente: ‘lá vem de novo esses baianos’, e foi assim que surgiu o nome da banda.”

Ser Tão

Também rolou interpretações muito pessoais de clássicos da MPB e algumas canções do mais novo CD, “Ser Tão“:


Serviço – Paris 6 Burlesque Music Hall & Bistrô
Data: Quarta-feira, 19 de dezembro, às 21h
Endereço: Rua Augusta, 2809 – Jardins, São Paulo
Site: https://burlesqueparis6.com/
Redes Sociais:
https://www.facebook.com/BurlesqueParis6/
https://www.instagram.com/paris6_burlesque/


Procura hospedagem por perto do Paris 6 Burlesque?

Booking.com
Entre no nosso grupo do Facebook: https://www.facebook.com/groups/spdagaroa/ e seja um membro para saber em primeira mão das nossas matérias recentes e outros conteúdos exclusivos!

Guarde o Pin no teu Pinterest!

The following two tabs change content below.
Redação SP da garoa
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa! Tudo sobre cotidiano, cultura, história, turismo e gastronomia da nossa terra da garoa.

Comentários

Comentários

Tagged