Kobra finaliza pintura ao vivo durante concerto em homenagem a Villa-Lobos no Theatro Municipal de São Paulo

destaques SP ilustrada

No sábado, dia 5 de março, aniversário de Heitor Villa-Lobos e Dia Nacional da Música, acontecem no Theatro Municipal duas apresentações. Enquanto a Orquestra tocar, sob a regência de Roberto Minczuk, o muralista Eduardo Kobra finalizará três murais colocados nas laterais e fundo do palco.

Foto de capa: Maestro Roberto Minczuk e o muralista Eduardo Kobra – no ateliê do artista (Divulgação/@drone.cyrillo)

Kobra homenageia Heitor Villa-Lobos no Centenário da Semana de 22

Reconhecido mundialmente, o artista brasileiro Eduardo Kobra fará algo inédito em suas mais de três décadas de carreira: no sábado (5 de março de 2022), ele participa de um concerto em homenagem aos 135 anos do nascimento do músico Heitor Villa-Lobos (1887-1959) no Theatro Municipal de São Paulo.

Enquanto a Orquestra Sinfônica Municipal, regida pelo maestro Roberto Minczuk, executa as famosas ‘Bachianas‘, Kobra finalizará, ao vivo nas laterais e no fundo do palco, três painéis que também aludem à genialidade do compositor brasileiro. O espetáculo, chamado de ‘Villa Total‘, será dividido em duas partes, ambas no dia 5 — a primeira começa às 16h, a outras às 21h30.

Kobra destaca que é uma honra participar de um evento no palco da Semana da Arte Moderna de 22 e no ano do seu centenário:

Sempre busco inspiração em outras formas de arte, como a arquitetura, a poesia, o teatro, o cinema e a música. Agora, ao receber o convite do maestro Minczuk tive a oportunidade de mergulhar na história do Villa-Lobos e aprender mais sobre ele e sua obra“,

— e ainda completa:

O maestro teve uma atitude de vanguarda, no espírito da Semana de 22, ao convidar um artista de rua para um evento tão importante.”

Minczuk também conta sobre sua motivação ao convidar Kobra para o concerto:

A intenção foi dar continuidade aquilo que o Villa-Lobos sempre fez. Trazer a arte da rua para o palco! Ele trouxe o samba, o choro, a música indígena e inseriu tudo no universo das suas composições. No centenário da Semana da Arte Moderna, no dia do aniversário desse grande compositor brasileiro, buscamos trazer um dos maiores nomes da arte urbana do País e do mundo para o palco do Theatro Municipal, justamente onde esse movimento modernista se iniciou, há 100 anos”.

Maestro Roberto Minczuk e o muralista Eduardo Kobra — no ateliê do artista (Divulgação/@drone.cyrillo)

Os significados dos painéis

Trata-se de uma participação cheia de significados. Os painéis laterais trazem, respectivamente, as figuras de Villa-Lobos e do compositor germânico Johann Sebastian Bach (1685-1750). Bach era o compositor de predileção de Villa-Lobos — que se apropriou muito de sua técnica para produzir uma música instrumental considerada moderna. Não à toa, o conjunto mais famoso de Villa-Lobos acabou batizado de ‘Bachianas Brasileiras‘.

Nos painéis de Kobra, as linhas de uma partitura musical se confundem com os cabelos de ambos os compositores:

Acabou criando um efeito interessante, por causa do penteado de cada um deles. No final, tem-se a impressão visual de que Bach, gênio do barroco musical, tinha uma partitura mais rebuscada e com aparência de organizada. E Villa-Lobos, um dos participantes da Semana de Arte Moderna, ganhou uma representação de partitura mais caótica. Considerando a evolução da história da arte como um todo, achei que ficou uma ideia bem-resolvida“,

— comenta o artista Kobra.

O painel principal será instalado no fundo do palco. Ali, Kobra criará uma releitura do Cristo Redentor como maestro, tendo as icônicas calçadas paulistanas de fundo:

Mais do que um símbolo carioca, é o principal cartão-postal do Brasil. E a Semana de Arte Moderna aconteceu há 100 anos, exatamente em São Paulo, exatamente nesse Teatro Municipal. Com a participação de Villa-Lobos, também um carioca“,

— diz o artista.

O símbolo turístico-cultural brasileiro, reconhecido mundialmente, funciona então como metáfora para o marco fundador da cultura nacional, como a Semana de 22 costuma ser avaliada. É o monumento máximo do Brasil regendo o futuro cultural. Ao mesmo tempo, é um símbolo do Rio em São Paulo, dando também essa ideia de que não existe um centro apenas do fazer arte — é a mistura que resulta na grandeza do país.

Além de tudo, há ainda um outro significado — que também dialoga profundamente com os ideais difundidos desde cem anos atrás pelos defensores da arte moderna. Kobra nasceu na periferia paulistana, teve um passado como pichador e se tornou um dos principais expoentes da chamada street art.

Estar pintando dentro do Municipal tem um peso enorme. O peso de uma instituição de mais de 110 anos, historicamente ligada às manifestações artísticas mais clássicas, que abre as suas portas e permite que alguém que pinta nas ruas, e orgulhosamente nas ruas do mundo todo, faça sua arte em seu palco“,

— diz Kobra.

Orquestra Sinfônica Municipal (Divulgação/Rafael Salvador)

Serviços Orquestra Sinfônica Municipal apresenta Villa Total com participação especial do artista Kobra:

Dia 5 de março (sábado) em dois horários:

Ás 16h
Ingressos: R$20,00 a R$80,00
Link para a compra de ingressos: https://theatromunicipalsp.byinti.com/#/event/orquestra-sinfonica-municipal-apresenta-villa-total-parte-i-43569
Classificação: Livre
Duração: Total 75 minutos
Theatro Municipal – Sala de Espetáculos
1.523 lugares
Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n, República, São Paulo, SP – tel: 113225820

Villa Total: Parte I
Concerto presencial, aberto ao público
Orquestra Sinfônica Municipal
Roberto Minczuk, regência
Raquel Paulin, soprano
Kobra, participação especial

Programa

HEITOR VILLA-LOBOS (1887-1959)

Bachianas Brasileiras nº 1 (20′)
I. Introdução: Embolada
II. Prelúdio: Modinha
III. Fuga: Conversa

Bachianas Brasileiras nº 5 (10′)
I. Ária: Cantilena
II. Dança: Martelo

(Intervalo)

Bachianas Brasileiras nº 2, “O trenzinho do Caipira” * (21′)
I. Prelúdio: O canto do Capadócio
II. Ária: O Canto da Nossa Terra
III. Dança: Lembrança do Sertão
IV. Toccata: O Trenzinho do Caipira

Bachianas Brasileiras nº 8* (27’)
I. Prelúdio
II. Ária: Modinha
III. Tocata: Catira batida
IV. Fuga

• Editor: Editions Durand-Salabert-Eschig (Universal Music Publishing Group) Paris representada por Melos Ediciones Musicales S.A., Buenos Aires
• Pensando, sempre, na proteção do público, colaboradores e artistas, tendo em vista os cuidados quanto à transmissão da Covid-19, para assistir a este espetáculo é necessário seguir os protocolos de segurança estipulados no Manual do Espectador (acesse aqui), que incluem a apresentação do comprovante de vacinação.
• Programa sujeito à alteração.

Ás 19h30
Ingressos: R$20,00 a R$80,00
Link para a compra de ingressos: https://theatromunicipalsp.byinti.com/#/event/orquestra-sinfonica-municipal-apresenta-villa-total-parte-ii-85635
Classificação: Livre
Duração: Total 94 minutos
Theatro Municipal – Sala de Espetáculos
1.523 lugares
Endereço: Praça Ramos de Azevedo, s/n, República, São Paulo, SP – tel: 113225820

Villa Total: Parte II
Concerto presencial, aberto ao público
Orquestra Sinfônica Municipal
Coral Paulistano
Roberto Minczuk, regência
Sylvia Thereza, piano
Matthew Taylor, fagote
Renan Mendes, flauta
Kobra, participação especial

Programa

HEITOR VILLA-LOBOS (1887-1959)

Bachianas Brasileiras nº 9 (10′)
I. Prelúdio: Vagaroso e Místico
II. Fuga: Poco Apressado

Bachianas Brasileiras nº 3 (27′)
I. Prelúdio: Ponteio
II. Fantasia: Devaneio
III. Ária: Modinha
IV. Tocata: Picapau

(Intervalo)

Bachianas Brasileiras nº 6 (9’)

Bachianas brasileiras nº 4* (22’)
I. Prélude: Introdução
II. Choral: Canto do Sertão
III. Ária: Cantiga
IV. Danse: Miudinho

*Edição Academia Brasileira de Música

Bachianas Brasileiras nº 7* (26′)
I. Prelúdio: Ponteio
II. Giga: Quadrilha Caipira
III. Tocata: Desafio
IV. Fuga: Conversa

• Editor: Editions Durand-Salabert-Eschig (Universal Music Publishing Group) Paris representada por Melos Ediciones Musicales S.A., Buenos Aires
• Pensando, sempre, na proteção do público, colaboradores e artistas, tendo em vista os cuidados quanto à transmissão da Covid-19, para assistir a este espetáculo é necessário seguir os protocolos de segurança estipulados no Manual do Espectador (acesse aqui), que incluem a apresentação do comprovante de vacinação.
• Programa sujeito à alteração.

Clique nas imagens e siga-nos no Instagram @spdagaroa!

Deixe seu e-mail para receber notificações de novas matérias publicadas aqui neste portal www.spdagaroa.com.br:

Processando…
Sucesso! Você está na lista.
Entre no nosso grupo do Facebook: https://www.facebook.com/groups/spdagaroa/ e seja um membro para saber em primeira mão das nossas matérias recentes e outros conteúdos exclusivos!
The following two tabs change content below.
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa! Tudo sobre cotidiano, cultura, história, turismo e gastronomia da nossa terra da garoa.

Comentários

Comentários

Tagged