Museu da Imigração realiza a 27ª Festa do Imigrante

SP do turismo

Com 54 países representados, 68 apresentações artísticas e 100 expositores de gastronomia e artesanato, o evento, que acontece em 08, 09, 15 e 16 de outubro, das 10h às 18h, tem ingressos limitados, os quais já estão à venda.

Foto de capa: Festa do Imigrante no Museu da Imigração. (Crédito: Divulgação)

Deixe seu e-mail para receber notificações de novas matérias publicadas aqui neste portal www.spdagaroa.com.br:

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Em sua 27ª edição, a tradicional Festa do Imigrante, promovida pelo Museu da Imigração (MI) — instituição da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, trará ao complexo da antiga Hospedaria de Imigrantes do Brás, quatro dias ( 08, 09, 15 e 16 de outubro, das 10h às 18h) de música, dança, gastronomia e artesanato de comunidades que representam as culturas de 54 países.

O evento, para toda a família, ainda tem atividades específicas direcionadas às crianças, além de vivências culturais com grupos de diferentes nacionalidades e oficinas destinadas a interessados em temas como migração e museologia. Os ingressos, que têm número limitado, já podem ser adquiridos pelo site.

Música e dança

Totalizando 68 apresentações de música e dança, sobem ao palco, montado no jardim do museu, grupos e artistas refugiados, migrantes ou descendentes de diferentes tradições, como Benin, Polinésia Francesa, Índia, Japão, Moçambique, Bielorrússia, Áustria, Chile, Ucrânia, Itália, entre outros.

As performances musicais vão de sonoridades mais contemporâneas, que correlacionam, por exemplo, música tradicional com jazz, como o caso do moçambicano Otis Selimane, a ritmos mais tradicionais e apresentações folclóricas, como o grupo ISBÁ, da Bielorrússia. As danças trazem o modo de se movimentar em cada país, revelando aspectos de celebração dentro de cada cultura.

Gastronomia e artesanato

Para celebrar a diversidade de sabores, proporcionando ao público a oportunidade de provar pratos típicos de diversas regiões, a festa terá tendas de expositores gastronômicos de 37 países, tais como Afeganistão, Alemanha, Armênia, Áustria, Bolívia, Bulgária, Costa do Marfim, Egito, Espanha, Ilha da Madeira, Índia, Iraque, Itália, Japão, Rússia, Turquia e Venezuela. A festa contará também com a presença do Comida de Herança, que oferece produtos de empório e receitas autorais de diferentes tradições e técnicas culinárias de pequenos produtores.

Na área do artesanato, haverá expositores de 21 países e regiões, como Bulgária, Chile, Colômbia, Costa do Marfim, Dinamarca e Grécia, a fim de contemplar a importância do fazer manual na cultura popular e possibilitar o contato do visitante com peças únicas que refletem a identidade cultural de países representados no evento.


Clique abaixo e reveja a matéria Como os imigrantes influenciaram a culinária brasileira?”:


Oficinas e vivências

O público poderá, inclusive, vivenciar parte das tradições presentes na festa em experiências culturais no formato de oficinas. Na oportunidade, os visitantes poderão ter noções básicas de passos de danças folclóricas russas, experimentar movimentos da yoga clássica ou conhecer ritmos da Palestina, por exemplo. Igualmente, poderão viver momentos de luthier, aprendendo a construir um “grilinho”, instrumento musical da Ilha da Madeira, ou então aprender a feitura dos margučiai — ovos decorados tradicionais na Lituânia. Ademais, quem preferir ampliar seu repertório culinário poderá, por exemplo, aprender a cozinhar o æbleflæsk, receita típica da Dinamarca, feita com toucinho defumado e maçãs.

A programação ainda terá oficinas ministradas pelos núcleos educativo, de pesquisa e de museologia do MI, como a “Expedição Etnográfica pela Festa do Imigrante”, em que os participantes são instigados a caminhar pelo evento, observando os grupos culturais presentes, sob novos ângulos e conceitos vindos da antropologia, ou a “Roda de Conversa — Formação e Trabalho em Museus”, realizada pela equipe técnica da instituição.

Por fim, uma programação especial, destinada às crianças, será realizada no espaço Semear Leitores, com contações de histórias temáticas que pretendem, de maneira lúdica, aproximar os pequeninos de aspectos culturais presentes nas tradições convidadas para essa edição da festa.

Exposição e outros atrativos do museu

A exposição de longa duração do MI Migrar: experiências, memórias e identidades também poderá ser visitada, respeitando a lotação máxima de cada ambiente. Outros atrativos, como o passeio de maria-fumaça e fotografias de época, estarão em funcionamento durante o evento.

A programação está sujeita a alterações sem aviso prévio.

Serviço — 27ª Festa do Imigrante

Datas: 08, 09, 15 e 16 de outubro
Horário: das 10h às 18h (bilheteria até as 17h)
Entrada: R$ 10 (antecipado) | R$ 16 (bilheteria)
Programação e ingressos: https://museudaimigracao.org.br/festa-do-Imigrante

Local: Museu da Imigração
Rua Visconde de Parnaíba, 1.316 — Mooca — São Paulo/SP
Tel.: (11) 2692-1866
Acessibilidade no local — Não possui estacionamento
museudaimigracao.org.br

Clique nas imagens e siga-nos no Instagram @spdagaroa!

Deixe seu e-mail para receber notificações de novas matérias publicadas aqui neste portal www.spdagaroa.com.br:

Processando…
Sucesso! Você está na lista.
Entre no nosso grupo do Facebook: https://www.facebook.com/groups/spdagaroa/ e seja um membro para saber em primeira mão das nossas matérias recentes e outros conteúdos exclusivos!
The following two tabs change content below.
São Paulo da garoa, São Paulo, que terra boa! Tudo sobre cotidiano, cultura, história, turismo e gastronomia da nossa terra da garoa.

Comentários

Comentários

Tagged