Paulo Gustavo ganha homenagem permanente no Centro Cultural Olido

SP da cultura

Com seu falecimento aos 42 anos, após luta contra a Covid-19, comediante será homenageado com a renomeação da Sala municipal de cinema no Centro Cultural Olido para “Sala Paulo Gustavo”.

Foto de capa: Montagem Paulo Gustavo e fachada do Centro Cultural Olido (Divulgação/R. Gushiken/SP da garoa).

Deixe seu e-mail para receber notificações de novas matérias publicadas aqui neste portal www.spdagaroa.com.br:

Processando…
Sucesso! Você está na lista.

Paulo Gustavo, por meio da Secretaria Municipal de Cultura da cidade de São Paulo, terá seu nome eternizado em sala de cinema. Foi designado à “Sala Cine Olido” do Centro Cultural Olido, localizado no centro da cidade, a renomeação para homenagear o comediante, ou seja, futura “Sala Paulo Gustavo“.

“Além da sua marcante contribuição à cultura brasileira por meio do Teatro e do Cinema, Paulo Gustavo foi um homem ativo na construção de uma sociedade mais justa, inclusiva e tolerante, e teve sua vida interrompida, ainda muito jovem, aos 42 anos, pela covid-19, segundo o Decreto.

Comediante é conhecido nacionalmente pela personagem Dona Hermínia (Divulgação).

Decreto Nº 60.225

Publicado no Diário Oficial no dia 7 de maio de 2021, a sala que o homenageará, será reinaugurada em breve. Após reforma da infraestrutura do Centro Cultural Olido, uma coletânea do ator será exibida na mostra após sua conclusão.

A ação conjunta deve-se à iniciativa do prefeito Ricardo Nunes, do Secretário Municipal de Cultura, Alê Youssef, e da presidente da Spcine, Viviane Ferreira. Espera-se que por volta de julho de 2021, essa que é uma das salas principais do Circuito Spcine, esteja aberta ao público.

Paulo Gustavo (1978-2021)

Nasce em 30 de outubro de 1978 no Rio de Janeiro, Paulo Gustavo Amaral Monteiro de Barros: ator, humorista, diretor, roteirista e apresentador brasileiro. “Minha Mãe É uma Peça”, o monólogo que lhe deu fama, virou filme em 2013 (o mais assistido daquele ano no Brasil) e também foi publicado como livro pela editora Objetiva em 2015.

No ano seguinte, “Minha Mãe é uma Peça 2”, seria lançado e logo impulsionado pelo grande sucesso e crítica do público. Mais tarde, em 2019, “Minha Mãe É uma Peça 3” viria encher as telas.

Junto com Fábio Porchat, Marcus Majella, entre outros, Paulo Gustavo formou-se na Casa das Artes de Laranjeiras (CAL) no início de 2005 e foi indicado ao Prêmio Shell de Melhor Ator.

Paulo Gustavo com o marido Thales e os filhos, Romeu e Gael, em vídeo para o canal da Sabrina Sato (Reprodução).

Paulo Gustavo se casou com o médico Thales Bretas em 2015. Após um processo de barriga de aluguel nos Estados Unidos, eles se tornaram pais de Romeu e Gael.

Após ser internado, em 13 de março, em um hospital da Zona Sul do Rio de Janeiro, Paulo Gustavo morreu em 4 de maio de 2021, de complicações da Covid-19. Repercutida no mundo artístico, político e intelectual, tanto no Brasil quanto no exterior, a notícia se espalhou. 

Por volta das 12h do dia 5 de maio, foi noticiado que o corpo de Paulo Gustavo seria cremado no dia seguinte, em cerimônia restrita à família e aos amigos próximos. Por volta das 8h40, o corpo chegou ao Cemitério Parque da Colina, na cidade de Niterói, e foi velado no salão nobre.

Trajetória Artística

Dona Hermínia, com certeza, é o principal personagem pelo qual o público identifica Paulo Gustavo. No final de 2004, quando integrou o elenco da peça “Surto”, apresentou a personagem humorística icônica.

Início da Carreira

Paulo Gustavo em cena no espetáculo “Minha Mãe É Uma Peça” (Divulgação).
  • 2005: após sua formatura, deixou o elenco e passou a integrar a peça “Infraturas”. Fez pequenas participações na TV, como na novela “Prova de Amor“, da Record, e na série “A Diarista“, da Globo no mesmo período; 
  • 2006: estreou o espetáculo “Minha Mãe É uma Peça“. No monólogo, com texto de sua autoria, Paulo voltou a interpretar Dona Hermínia. Construída através de suas observações domésticas e vivenciais, ela reúne os aspectos mais cômicos da personalidade de uma típica dona de casa de meia idade, sempre à beira de um ataque de nervos;
  • 2010: Paulo Gustavo voltou a protagonizar um título novamente nos palcos, para apresentar o espetáculo “Hiperativo”, dirigido por Fernando Caruso;
  • 2011: tornou-se o apresentador do “220 Volts“;
  • 2012: participou da série “O Fantástico Mundo de Gregório”;
  • 2013: em junho, estreou na produção para TV o sitcom “Vai que Cola“, no Multishow, que ganhou uma adaptação para o cinema em 2015 e estrou o filme e sucesso de bilheteria “Minha Mãe é uma Peça: O Filme”;
  • 2014: esteve em um novo programa, o reality “Paulo Gustavo na Estrada”, do Multishow e participou do filme “Os Homens São de Marte… e É Para Lá Que Eu Vou”.

Consolidação

O humorista Paulo Gustavo, vítima da Covid-19 no auge da carreira (Crédito: LETICIA MOREIRA/FOLHAPRESS).
  • 2015: Lançou o livro “Minha Mãe é Uma Peça”;
  • 2016: estreou o filme “Minha Mãe é Uma Peça 2” e estreava a peça “Online”;
  • 2017: deixou o “Vai que Cola” e entrou no programa “A Vila, junto com Katiuscia Canoro, com o roteiro de Leandro Soares e participou do filme “Fala Sério, Mãe!”. Recebeu o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro por Melhor Roteiro Adaptado por “Minha Mãe é uma Peça 2”;
  • 2018: Gravou o DVD da peça “Minha Mãe é uma Peça” na Concha Acústica do Teatro Castro Alves na cidade de Salvador e o filme “Minha Vida em Marte”;
  • 2019: estreou “Minha Mãe é uma Peça 3”;
  • 2020: Estreou o filme “2020 Volts” e foi indicado para O Melhor Longa Metragem de Comédia do Grande Prêmio de Cinema Brasileiro.

Reta Final

Paulo Gustavo preparava-se para gravar uma série sobre a sua principal criação, o espetáculo “Minha Mãe É uma Peça” no qual o humorista interpretava Dona Hermínia, e que estreara há 15 anos no Teatro Cândido Mendes, em Ipanema, Rio de Janeiro. Por causa da pandemia, as filmagens haviam sido adiadas. Além disso, o ator iria expandir sua carreira à âmbito internacional, com a Amazon, teria assinado um contrato de duração de cinco anos para a criação de conteúdo na plataforma de streaming Prime Video e teria seu início previsto em 2022.

Filantropia

O ator, conhecido pela luta contra o preconceito e manutenção da paz, realizou doações e ajudas financeiras a pessoas com quem ele trabalhou e foram afetadas pela pandemia da Covid-19:

  • Doou R$ 500 mil durante a crise de oxigênio em Manaus, capital do Amazonas, ocorrida em meados de janeiro de 2021;
  • Depositou R$ 1 mil por três meses a quase 120 trabalhadores que atuaram em suas produções;
  • Doou 1,5 milhão de reais para a construção de um centro de tratamento de câncer através das Obras Sociais Irmã Dulce (Osid).
Paulo Gustavo em diversos personagens em “220V – Especial de Fim de Ano” (Crédito: Globo/Victor Pollak e João Cotta).

Enquanto essa vacina tão esperada não chega para todo mundo, é bom lembrar que, contra o preconceito, a intolerância, a mentira, a tristeza, já existe vacina: é o afeto, é o amor. Então, diga o quanto você ama quem você ama. Mas não fica só na declaração, não, ame na prática, na ação. Amar é ação. Amar é arte. Muito amor, gente. Até logo!

— Paulo Gustavo em 2020 Volts Especial de Natal (2020).

Para mais informações/Serviço:

Cine Olido – Sala Paulo Gustavo: com previsão de reabertura em julho de 2021.
Centro Cultural Olido (Antiga Galeria Olido).
Endereço: Avenida São João, nº 473, Centro, São Paulo (SP).
E-mailolido@circuitospcine.com.br
Telefone: (11) 2899-7370

Clique nas imagens e siga-nos no Instagram @spdagaroa!

Deixe seu e-mail para receber notificações de novas matérias publicadas aqui neste portal www.spdagaroa.com.br:

Processando…
Sucesso! Você está na lista.
Entre no nosso grupo do Facebook: https://www.facebook.com/groups/spdagaroa/ e seja um membro para saber em primeira mão das nossas matérias recentes e outros conteúdos exclusivos!
The following two tabs change content below.

Rafa Rissutti

Redator e Colaborador at SP da garoa
Rafa Rissutti é redator, já foi burocrata, fez trabalho voluntário e, hoje, explora sua paixão pela cultura através do seu trabalho. Naturalmente curioso, se diverte em suas produções. “Amo pesquisar e escrever sobre cultura!”. Ama assistir a documentários, explorar as artes visuais e, como bom geminiano, não dispensa um papo acalorado e a chance de explorar uma livraria e a biblioteca alheia...

Latest posts by Rafa Rissutti (see all)

Comentários

Comentários

Tagged