Enterrados vivos:

Por: Gus Angimahtz

Imagem: Remadores no rio Pinheiros, 1937 (Reprodução/Arquivo ECP–Esporte Clube Pinheiros)

A história dos rios de São Paulo

São Paulo é uma riquíssima bacia hidrográfica.

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Vídeo: Nascente do "Córrego do Sapateiro" localizado na região da Vila Mariana onde fora a "Chácara das Jaboticabeiras". (R. Gushi/SP da garoa)

Ninguém pensa que São Paulo está lotada de rios, pois rio não morre. Mas ficam doentes, arrebentados, totalmente enterrados. Enterrados vivos.

Luiz Campos Jr., organizador das expedições Rios e Ruas, e que conta a história dos cursos d’água na cidade de SP.

São Paulo é uma riquíssima bacia hidrográfica.

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Vídeo: Nascente do "Córrego do Sapateiro" localizado na região da Vila Mariana onde fora a "Chácara das Jaboticabeiras". (R. Gushi/SP da garoa)

Por baixo de n´ós, existe uma natureza viva e muito resiliente. A maior cidade do país é uma verdadeira laje construída sobre uma imensa bacia hidrográfica, com milhares e milhares de rios.

São Paulo é uma riquíssima bacia hidrográfica.

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Google Maps (Reprodução)

Um exemplo: muitos nem se atentam mais, porém, os rios menores (afluentes do rio Pinheiros) ainda existem mesmo que "soterrados", e estão localizados nas áreas de bairros como Moema, Jardim Paulista, Itaim Bibi , Pinheiros, Vila Madalena, etc.  Se consultarmos no Google Maps há muito mais à medida em que se aproxima com "zoom" da ferramenta, mas os mapas que não os evidenciam, contribuem para seu esquecimento.

São Paulo é uma riquíssima bacia hidrográfica.

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: "Fundação de São Paulo", arte de Oscar Pereira da Silva de 1909. (Reprodução Museu Paulista USP)

Se voltarmos mais pra trás, notamos que o rio estava presente até no primeiro nome da nossa cidade: em 1554, São Paulo era de Piratininga, antigo nome do rio Tamanduateí. Foi na junção deste com o Anhangabaú que foi fundada a capital do estado, e sua desenfreada e negligente urbanização aconteceu desde a chegada dos primeiros colonizadores.

São Paulo é uma riquíssima bacia hidrográfica.

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: O Pinheiros também era usado, nos anos de 1920, como piscina natural para lazer e competições de remo. (Reprodução) 

Conheça a cronologia histórica de alguns rios conhecidos, como o Pinheiros e o Tietê, e também, parte da bacia hidrográfica da nossa SP da garoa, contextualizadas nos planos de urbanização adotados desde a década de 1940 até os dias atuais.

Scribbled Arrow

(Link clicável no próximo Story)