Conheça  Mirthes Bernardes a criadora do  Piso Paulista.

Por: Rafa Gushi

Imagem: Reprodução Folha de SP

A criadora

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: R. Gushi/SP da garoa

Mirthes é a criadora e autora do tão conhecido desenho geométrico do mapa do estado de SP, o qual foi escolhido via um concurso entre 1965-1966 (gestão do prefeito Faria Lima) para padronizar o calçamento da nossa SP da garoa.

A injustiça

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Reprodução Folha de SP

Mesmo com o sucesso alcançado, ela sempre afirmava que não ganhou nenhum centavo e dividendo pelo uso disseminado de sua criação. Chegou a patentear a sua obra, e foi informada que receberia uma porcentagem pelas calçadas implementadas, e nem assim, em vida, recebeu algo por isso.

Escadaria Mirthes Bernardes

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Reprodução M. Paulista

Como tentantiva de reparar esse descaso, em abril de 2016, Mirthes foi homenageada pelo coletivo Mosaico Paulista em parceria com a Associação dos Moradores de Joaquim Antunes (AMJA).

Escadaria Mirthes Bernardes

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Reprodução Rueira Paulistana

Eles redesenharam em azulejos e cerâmicas, personalizando o famoso mosaico de Mirthes na escadaria localizada na rua Joaquim Antunes que dá acesso para a rua Teodoro Sampaio, na região de Pinheiros, e a qual foi batizada de “Escadaria Mirthes Bernardes”.

O adeus à Mirthes Bernardes

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Reprodução M. Paulista

Faleceu no dia 18 de dezembro de 2020, mas para a história da nossa cidade, será sempre a mulher paulista de notoriedade pela sua arte tão emblemática e representativa de São Paulo. Viva Mirthes Bernardes!