Sampa Sky no Mirante do Vale é inspirado no Skydeck da Willis Tower Chicago (EUA)

Por: Rafa Gushi

Imagem: The Ledge do Skydeck Chicago/EUA. (Divulgação)

Novo atrativo turístico

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Sampa Sky no ed. Mirante do Vale. (Divulgação)

Sampa Sky foi todo montado no 42º andar do Mirante do Vale, o segundo prédio mais alto de São Paulo (170 m).

Novo atrativo turístico

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Sampa Sky no ed. Mirante do Vale. (Divulgação)

E a grande sensação desse novo espaço, foi a instalação das “varandas de vidro”, tipo deck, que se estendem para fora da fachada do edifício, onde o visitante terá a sensação de flutuar sobre a cidade.

Inspiração em Chicago (EUA)

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: Willis Tower, o mais alto edifício (527 m) de Chicago/EUA. (Reprodução Instagram)

O atrativo em SP foi idealizado por um dos sócios, o chef André Berti, após a sua visita inesquecível ao Skydeck localizado no 103º andar da Willis Tower em Chicago (EUA).

Inspiração em Chicago (EUA)

O Brasil teve um enorme fluxo de escravos vindo da África, o que formou grande parte da descendência brasileira. Popularizaram o óleo de dendê e o leite de coco, ingredientes muito presentes na culinária regional do estado da Bahia.

Imagem: “Skydeck Chicago” e o seu espaço de deck de vidro, “The Ledge”. (Reprodução Instagram)

E foi onde André pôde ter a experiência de “flutuar” nos decks de vidro, que os de lá, ficam a mais de 400 metros de altura.